Bahia

Como sóis nascidos e poentes
Brilhos vistos nos olhos e nos ouvidos
Risos de cores e flores e panos
Ritos de música
Velhos e Novos Baianos
Do solo nascidos
Juazeiros e Remansos
Já diziam outros versos
E contos e cantos
Pois há inda quem diga
Que o Sol há tempos juntou seus panos
Com os da Lua sem revelia
E se casaram numa praia
Vivendo amor na Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário