Estrelas

Há noites belas
Com brisa pixada nos muros
Vento leve passando por cabelos
Que não se mexem
Negros cabelos crespos
O luar pendurado logo acima dos postes
As estrelas não se vê...
Mas é bom saber que brilham
A vinte anos luz
Da Ilha de Vitória

Nenhum comentário:

Postar um comentário