Mandala

Parte da terra essa coisa toda
Sementes féculas e florações
Parte da água também
Fluidos de saliva e suor
Hormônios e almíscar

Outro dia vi
O céu chovendo terra
Agitada pelo vento
Derrubando árvores

Que terra é essa que repele
O que brota dessa terra outra?

Do encontro entre água e terra
Sinto o suave
A argila criando dedos
Curvas vivas de massa úmida
Gerando desejáveis deuses
Amantes construídos com argila e fogo
Que de águas e terras vindos
Arrebatam poderosos
De nossas vistas o sol
Da terra se lhes convém

Acho que parte do fogo essa coisa toda
Nossas moradas incendiadas
Massa ígnea fluída
Como a água que, artesã
Envolve a terra entre os dedos
E estes desaparecem cobertos
Pela fúria dos vulcões

Incendiados
Somos terra e água
E cinzas arrastadas pelo vento
Terra que sobe ao céu
Para depois descer
Devastadora como as paixões que lemos
Nos livros e nos poemas

Sim
Parte da terra essa coisa toda

Nenhum comentário:

Postar um comentário