Você me passa um sabão
Eu prato sujo
Cuspido após o uso
Não me faço descartável
Espero do teu ventre
A inquietude da fome
E assim retorno à mesa
Para tua próxima refeição

Nenhum comentário:

Postar um comentário